Como fazer jejum intermitente para emagrecer

jejum intermitente
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Muitas pessoas com a finalidade de emagrecer sempre buscam por maneiras diferentes de montar a sua dieta, mudando totalmente a forma como se alimenta. Nesse cenário, o jejum intermitente surge como alternativa para um grupo de pessoas que deseja adotar um método totalmente inovador para perder peso.

Na realidade, o ato de jejuar não é uma prática tão nova assim, mas de qualquer forma, é um método muito adotado nos dias de hoje. O que devemos desmistificar é que o jejum intermitente não é uma dieta, e sim uma estratégia nutricional e você vai entender mais sobre isso agora.

O jejum intermitente como estratégia nutricional possui como característica principal a divisão de períodos alternados entre jejuar e se alimentar regularmente, visando melhorar toda a composição corporal e a saúde em geral também. Os benefícios desse jejum não são somente voltados para o emagrecimento.

O jejum intermitente funciona porque os carboidratos do seu corpo são transformados em açúcar, que é uma das nossas fontes de energia. Quando a gente não utiliza esse “estoque”, o açúcar é usando nas células adiposas na forma de gordura.

Por fim, jejuar também ajuda a sensibilidade à leptina, o hormônio responsável pela regulação de fome e a saciedade.

Quais são as formas de fazer o jejum intermitente?

Siga o passo a passo para emagrecer. Existem três formas para realizar o jejum intermitente, mas se você nunca jejuou na sua vida, a nossa dica é que comece por algo mais leve, e com o tempo você conseguirá evoluir e adotar métodos mais pesados.

– 16/8: esse método se compõe por somente 2 refeições no dia, havendo um intervalo com duração de 8 horas. Um exemplo é quando a sua primeira refeição do dia é 12 horas e a outra somente às 20 horas, o que totaliza 16 horas em jejum.

– Jejum completo: o jejum completo, como o próprio nome já nos propõe, indica que o jejum deve durar ao longo de 24 horas, e pode ser feito uma ou duas vezes na semana somente.

– Método 5:2: durante dois dias que não são consecutivos na sua semana, você consumirá de 500 a 600 calorias, e ao longo dos outros 5 dias da semana você comerá normalmente.

Veja que os métodos são muito diferentes, alguns exigem mais de você e outros podem ser o seu pontapé inicial. Comece no seu ritmo, não crie uma pressão de como você deve evoluir por conta de outras pessoas, siga o que você conseguir.

Alimentos que são indicados para as “janelas de alimentação

Quando a alimentação é permitida no jejum intermitente, você deve consumir os alimentos que possam aumentar a saciedade, assim como aquele que repõe os nutrientes necessários para a saúde.

Dessa forma, as verduras, os legumes ou qualquer outro alimento de natureza não processada pode e deve se encontrar no seu cardápio pós-jejum, afinal se você não comer nada e depois ingerir tudo que é tipo de comida pode acabar fazendo mal ao seu metabolismo.

A fim de otimizar esses benefícios de jejuar de maneira intermitente, é necessário que você se atente a essa fase de alimentação. O motivo disso é que ao longo da fase de jejum, a depuração do conteúdo celular danificado ocorre, porém o processo de verdade de rejuvenescimento acontece na sua alimentação.

Os alimentos ricos em gorduras saudáveis devem estar na sua dieta, pois a gordura boa gera menos espécies reativas ao oxigênio, o que diminui o risco de inflamação crônica.

Exemplos de alimentos de gordura saudável são o abacate, o ômega-3 (de peixes gordurosos), as oleaginosas (a macadâmia ou o pistache, entre outros) as sementes e muitos outros exemplos.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr