Veja algumas dicas simples que podem aliviar os sintomas da menstruação

girl-1822702__340[1]
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Confira maneiras de aliviar os sintomas causados pela menstruação.

A menstruação é um processo natural pelo qual as mulheres em idade reprodutiva, após a puberdade e antes da menopausa, passam mensalmente. Trata-se de um período mais sensível, por isso, é fundamental contar com um absorvente confortável.

No entanto, ainda que escolher o melhor absorvente ajude a tornar este processo menos incômodo, há sintomas que, dependendo da intensidade, atrapalham o dia a dia.

Dentre eles, podemos citar: inchaço abdominal, retenção de líquidos, indisposição, mudanças de humor, náusea, mal-estar, cólicas, dores de cabeça, nas mamas e nas costas.

Abaixo, confira algumas dicas que ajudam a aliviá-los.

Pratique atividade física

Os exercícios físicos fazem bem para a mente e o corpo, pois liberam endorfinas que geram sensação de prazer, relaxam, reduzem o edema característico do período menstrual e auxiliam o bom funcionamento do intestino.

Entretanto, é importante ressaltar que a recomendação é praticar exercícios leves ou moderados. Atividades mais intensas podem agravar os sintomas. Então, caminhada, trote, natação, hidroginástica, ioga e ciclismo são boas opções.

Evite alguns alimentos

Uma alimentação inapropriada pode contribuir com sintomas como náuseas, inchaços, alterações de humor, dores nas mamas, etc. Por isso, evite o consumo de café e derivados, doces em excesso, bebida alcoólica e muito sal. 

Tenha uma alimentação balanceada

Consuma alimentos mais leves, com baixo teor de sal e gordura saturada reduzida. Opte por frutas, grãos, vegetais e alimentos diuréticos, como aspargos, melancia, morango e agrião.

Também consuma alimentos ricos em magnésio, como figo, beterraba, alcachofra, aveia, banana e abacate. Ademais, azeite de oliva, salmão, linhaça, castanha e nozes podem melhorar a circulação sanguínea e reduzir o inchaço.

Os vegetais verdes escuros são ricos em cálcio, que ajuda bastante a aliviar as cólicas. Consumir feijão, lentilha, arroz integral, trigo, aveia e soja pode diminuir a irritabilidade durante o período.

Consuma magnésio e vitamina B6

O magnésio é um grande aliado para aliviar as dores de cabeça. Combinado com a vitamina B6, o mineral também melhora a qualidade do sono, regula o ciclo menstrual e ameniza a irritabilidade. Alimentos como frutos do mar, carne vermelha, laticínios em geral e vegetais verdes são ótimas fontes de magnésio.

Aposte nos chás

Com relação aos chás, hortelã, camomila, erva-doce, alecrim, lavanda e jasmim-manga são plantas que possuem efeitos analgésicos, relaxantes, antiespasmódicos, anti-inflamatórios e calmantes, sendo ótimas opções.

Faça massagens

De acordo com um estudo realizado na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em 2005, a massagem do tecido conjuntivo (MTC), como tratamento alternativo aos medicamentos, proporciona um bom resultado para mulheres que sofrem com dismenorreia, isto é, cólicas menstruais.

A técnica para executar essa massagem é bem básica: ela pode ser feita na região abdominal, abaixo do umbigo, como se estivesse apalpando o útero, ou na lombar, de fora para dentro, tocando a musculatura e a pele com movimentos leves, na parte superior da bacia, indo para coluna.

Para isso, utilize o dedo polegar e massageie em movimentos circulares, no sentido horário, por, aproximadamente, dez minutos.

Use uma compressa de água quente

O uso da bolsa de água quente ajuda a aliviar as cólicas menstruais, pois o calor causa vasodilatação e ativa o fluxo sanguíneo, inibindo os efeitos das prostaglandinas e ativando as endorfinas que minimizam as dores.

Para isso, podem ser usados panos com água quente, bolsas em gel e de borracha ou até água quente do chuveiro, diretamente na região lombar ou sobre o abdômen.

Outra opção é fazer banho de assento com chá de quixaba, aroeira, salsa e cavalinha, por dez minutos, com o objetivo de manter o local aquecido para que o fluxo aconteça naturalmente, evitando as contrações dolorosas.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr