6 coisas que você precisa saber sobre rede de proteção

saber sobre rede de protecao
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A rede de proteção é um item indispensável para garantir a segurança de todos na família, incluindo crianças, idosos e animais de estimação. Ela pode ser instalada em apartamentos, sobrados, varandas e até em casas mais altas. A instalação das telas é fundamental para evitar acidentes graves que, infelizmente, podem acontecer.

Há quem não goste desse produto por causa de sua estética. Mas, calma, não tire conclusões precipitadas ainda. A cada dia o mercado amplia sua oferta e, a partir disso, é possível encontrar a tela ideal, que harmonize com seu espaço.

Neste artigo iremos apresentar todas as vantagens da rede de proteção, bem como os tipos e o que é preciso para adquirir uma.

Onde colocar uma rede de proteção?

A rede de proteção deve ser instalada em janelas, varandas e sacadas. Quem não mora em apartamento, porém, deve considerar colocar uma rede de proteção ao redor da piscina. Dessa forma, acidentes poderão ser evitados. As telas também podem ser colocadas ao redor de jardins, para proteger as plantas, evitando que os animais de estimação as destruam, por exemplo.

Qual tela colocar?

Na hora da instalação das telas, é preciso levar em conta o estilo da janela onde ela será aplicada. É baseado nessa análise que será possível determinar qual tipo de rede será colocada no local, a fim de que tudo fique harmônico.

Janelas com estilo mais tradicional, combinam mais com redes no formato retangular, oval ou quadrado. Já as com venezianas trazem a possibilidade de incluir a rede entre o vidro. Se sua janela for das que correm para a lateral, o ideal é instalar a rede do lado de fora, para facilitar na hora de limpar ou dar manutenção nos vidros.

Agora, quem tem basculantes, mais comuns em lavanderias e banheiros, deve dar preferência para a instalação da rede feita na parte de dentro. Isso porque, se colocada por fora, a abertura será reduzida e a fechadura do basculante poderá pressionar a rede, gerando tensão e podendo acelerar o processo de desgaste do material

Rede De Proteção Em Apartamento
Rede de proteção em apartamento

Quem deve instalar a rede?

A instalação de uma rede não é um processo simples. O primeiro passo é entender a estrutura da parede onde ela será afixada, para saber a quantidade de material necessária, bem como o tamanho dos parafusos. Após determinado isso, é hora de pregar os ganchos na parede. Para este processo, será necessário buchas, furadeiras e alicates.

Após a aplicação dos ganchos, é hora de instalar a tela, envolvendo um por um com a rede. Finalizada essa etapa, deve-se cortar o que sobrou do material. Após isso é preciso costurar um cordão, alternando na parte de dentro e fora da rede, para criar sustentação. O fio deve ser bem esticado para gerar tensão.

Com esta breve explicação é possível perceber que a instalação de uma rede pode ser complexa. Por isso, talvez a melhor alternativa seja deixar nas mãos de uma empresa e profissionais qualificados para isso. Afinal, estamos falando de segurança das pessoas que amamos, e também dos nossos pets, logo, não é o momento de economizar.

Quando instalada da forma errada, a rede pode ficar frouxa e até arrebentar. Além disso, pode-se acumular água dentro do furo dos ganchos, fazendo com que estes fiquem bambos e se soltem com facilidade, colocando em xeque a segurança do material.

Vantagens de se instalar a rede de proteção

Dentre as principais vantagens de se instalar uma rede de proteção em casa, apartamento ou piscina, destaca-se, claro, a segurança. Afinal, o material foi criado justamente para isso. Com isso, um importante benefício que se tira da aplicação da tela é a tranquilidade, fazendo com que pets e crianças transitem livremente pela casa.

Ademais, as redes de proteção são feitas de material de durabilidade e requerem pouca manutenção. Por fim, trata-se de um objeto versátil, que pode ser aplicado em inúmeros locais. As telas vão ainda proteger da entrada de pombos, morcegos e outros animais que voam. Destaca-se ainda o fato de a rede possuir um ótimo custo-benefício, bem como uma instalação rápida e sem muita sujeira.

De que são feitas as redes de proteção?

As redes de proteção são, em sua maioria, feitas de poliamida e polietileno. São compostos químicos que possuem características próprias. O polietileno, por exemplo, apresenta um aspecto plástico. Ela é impermeabilizada e é resistente contra a ação do tempo e o desgaste causado por isso. Tem uma resistência semelhante à do aço, sendo sete vezes mais leve que esse material. Ela é mais indicada para janelas e sacadas.

Quando feita com poliamida, popularmente conhecida como nylon, a rede de proteção se torna semelhante a um tecido. Ela não é impermeável e é menos resistente às ações do tempo. Por isso tem uma vida útil mais curta que a rede de polietileno. Ela também pode ser utilizada em varandas e janelas, mas, por ser menos resistente, é mais indicada em ambientes internos.

Quanto tempo dura uma rede de proteção?

Segundo a Associação Brasileira de Normas e Técnicas (ABNT), uma rede de proteção possui a vida útil de até 3 anos. É importante que o produto contenha também a norma ABNT / NR 16046:2012, onde a associação regulamenta as regras referentes à produção e qualidade das telas. O órgão realiza ainda testes de resistência e propagação de fogo, além de tratamento de raios UV e apodrecimento.

Contudo, durante esse período, é preciso ficar atento aos sinais de desgaste da rede. Dentre eles os parafusos que fixam na rede na parede, que podem sofrer ações do tempo, como a oxidação. Tornando necessária sua troca.

E ainda é importante checar se nenhuma parte do material cortou, desfiou ou arrebentou. Por fim, é essencial ficar atento aos ganchos. Eles irão conectar a rede ao concreto e, por isso, devem sempre estar firmes. É importante vedar em torno do gancho para que não entre água ou deixe o gancho frouxo.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr