Vazamento de água: como descobrir e evitar o problema no seu imóvel

caca vazamento
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Para além do incômodo aparente, a vazão de água pode representar um verdadeiro fator de risco para a estrutura de casas e apartamentos

Um vazamento de água, consequente de infiltrações, desgaste ou fissura na encanação, além de inconveniente, é um grave problema para o imóvel. Com o tempo, a adversidade, muitas vezes irrelevante no início, pode vir a ser uma inesperada complicação que exija a atuação imediata de profissionais que prestem os serviços de detecção, localização e reparo de vazamentos de água.

Além da deterioração estrutural – podendo comprometer toda a sustentação – e estética do ambiente, a vazão impacta diretamente no orçamento mensal. Segundo dados da Sabesp, no período de 30 dias, uma torneira pingando desperdiça cerca de 1,5 mil litros de água. Em uma válvula de descarga comum, a perda é de até 13.260 litros.

Os exemplos citados, habituais, revelam a necessidade expressa de inspeção e manutenção periódica de vazamentos domésticos. A revisão frequente de torneiras, telhas e manta impermeabilizante, caixa d’água e registros, pode representar uma economia de 25% no consumo de água, reduzindo, assim, grande parcela da despesa.

Assim sendo, neste artigo, iremos apresentar algumas orientações que certamente vão te auxiliar a identificar e evitar vazamentos, contribuindo, então, para o bem-estar do imóvel e das suas finanças. Confira!

Vazamento De Agua Encontrado
Vazamento De Água Encontrado

Descobrindo vazamentos

O principal indício de vazamento de água no imóvel é caracterizado por aspectos exteriores, geralmente configurados por manchas, bolhas, e rachaduras, seja nas paredes, teto ou chão. Outro sinal aparente é o surgimento de mofo no local, perceptível tanto no visual quanto no odor.

Outras sinalizações específicas para esse tipo de problema se concentram na formação de poças, alteração na tonalidade das paredes e desprendimento de azulejos, pintura e pisos. Nos jardins, a indicação se dá por áreas em que a terra está mais fofa e por plantas mais desenvolvidas em determinada região.

Para averiguar a presença de vazamentos em casa, as principais e mais funcionais dicas são:

· Anotar o número marcado no visor do hidrômetro (relógio) antes e depois do fechamento de todos os registros do imóvel. Caso o ponteiro indique alterações, certamente há vazão de água.

· Marcar o volume de água na caixa e após um tempo sem utilizar o recurso verificar se o nível baixou.

· Com a mão fechada, bater em toda a extensão da parede que acomoda o encanamento, atentando-se à acústica, verificando sons diferentes.

· Caso possua vaso sanitário com caixa acoplada, retire a tampa do reservatório e pingue algumas gotas de corante. Depois de alguns minutos, veja se o vaso adquiriu a tonalidade.

Fatores e causas

As razões que desencadeiam um vazamento são as mais variadas, indo desde falhas estruturais até descuidos de instalação. Como exemplo podemos citar tubulações mal colocadas, canos desgastados, insuficiência de impermeabilização e falta de revestimentos.

Quanto a acomodação, a má fixação de janelas e portas permitem o escoamento e entrada de água da chuva, facilitando o acúmulo de líquido, fator primordial para infiltrações e vazamentos.

Telhas danificadas e assoalhos desajustados também contribuem para a ocorrência da adversidade.

Vale ressaltar que, no caso de apartamentos e casas adjuntas, a vazão pode ser consequência de disfunções na tubulação ou impermeabilização de imóveis vizinhos.

Vazamento De Agua
Vazamento De Água No Teto Do Apartamento

Recomendações

Identificada a existência de um ou mais vazamentos na sua casa, você deve estar preparado para amenizar e conter a situação. Para isso, algumas orientações operacionais devem ser seguidas.

Pelo menos uma vez por mês, verifique o medidor de água, observando alterações suspeitas, como o aumento repentino no consumo. Muitas vezes, a identificação prematura ajuda na redução e controle da vazão.

Atente-se ao surgimento de bolhas nas paredes, bem como na formação de manchas, poças de água e, consequentemente, mofo – alterações na coloração de revestimentos e cerâmicas também devem ser notadas. Em locais escuros, o cheiro característico de bolor pode ser uma boa indicação.

À mínima suspeita de vazamento, feche o registro e empregue ao menos uma das técnicas de verificação. Quanto antes o problema for localizado, maiores as chances de solucioná-lo com precisão.

Por fim, nesses casos, é de grande importância solicitar o trabalho de profissionais da área de hidráulica, uma vez que vazamentos, mesmo que não críticos, podem causar sérios danos materiais e, tratando-se da infraestrutura, até mesmo colocar vidas em risco.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr