Dicas para quem quer sair do aluguel e comprar um imóvel

house-4101306__340[1]
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja o que fazer para adquirir sua casa ou apartamento.

Realizar o sonho da casa própria pode parecer algo distante, ainda mais quando você não conhece todas as alternativas existentes para deixar o aluguel. A princípio, pode-se não ter ideia de por onde começar e perceber que uma casa ou apartamento tem um valor elevado.

De qualquer forma, comprar um imóvel segue regras muito parecidas com o planejamento de compras de qualquer outra coisa. Tudo que você precisa é se organizar financeiramente e entender qual alternativa para a aquisição de casas ou apartamentos é melhor para você.

Confira agora dicas que vão te ajudar a sair do aluguel e ser dono do seu próprio imóvel.

Guarde 30% dos seus rendimentos

Antes de comprar a casa própria é indicado ter uma boa quantia de dinheiro guardado para dar entrada, mesmo que tenha a intenção de financiar o imóvel. Para isso, chegue ao banco com ao menos 20% do valor do imóvel.

Juntar esse dinheiro não é tão difícil quanto parece, basta tentar guardar ao menos 30% dos seus rendimentos todos os meses. Uma dica interessante é abrir uma poupança e deixar esse valor separado, para não ficar na tentação de usá-lo com outro intuito.

Controle seus gastos mensais

Será que você não tem muitos gastos supérfluos? Comece a colocar tudo no papel e verificar o que é essencial, o que pode ser cortado por completo e aquilo que pode ser reduzido.

Por exemplo, você paga água e luz na casa alugada,  então pode economizar e diminuir o valor destas contas. No cartão de crédito, tente manter apenas gastos que são necessários e eliminar as famosas compras por impulso. Além disso, evite ter muitos cartões, um já é suficiente.

Mude as suas prioridades

Comprar um imóvel exige comprometimento, assim, será necessário rever suas prioridades. Você terá que manter o foco apenas em gastos importantes, que não podem ser eliminados.

Inclusive, aqui é válido unir as ideias da dica anterior com a técnica de organização financeira. Anote tudo que você ganha e o dinheiro que sai de sua conta. Seu foco precisa estar na compra da casa própria. Vale até fazer investimentos, seja em ações ou títulos CDB ou RDB. 

Pesquise opções dentro do que deseja

Pesquisar casas e apartamentos também faz parte das dicas para sair do aluguel. Assim que seu orçamento estiver mais organizado, é hora de encontrar imóveis que caibam no seu bolso e cumpram seus desejos. Mantenha papel e caneta por perto, para ter uma ideia dos valores.

Além do estilo do imóvel, tente descobrir mais sobre a localização. Há casos em que vale a pena investir um pouco mais, já que terá acesso às facilidades nas proximidades ou no próprio condomínio. Supermercados, escolas, farmácias, agências bancárias e transporte coletivo são exemplos do que é interessante ter por perto.

Considere todos os custos

Você já deve saber que a compra de uma casa ou apartamento tem outros custos envolvidos, além do valor do imóvel. Enquanto pesquisa e analisa seu orçamento, não se esqueça de incluir esses gastos extras com cartório, possíveis reformas e tudo que esteja relacionado à casa própria.

O ideal é que você consiga se organizar para arcar com todas as despesas, sem ficar no aperto após adquirir o imóvel. Então, se a casa que chamou sua atenção está valendo em média R$ 100 mil, coloque pelo menos R$ 5 mil a mais no valor solicitado no financiamento, por exemplo.

Conheça os juros de financiamentos

Com exceção dos consórcios, em que você precisa esperar para comprar sua casa ou apartamento, outras modalidades para adquirir um imóvel têm juros. Esse é o caso dos financiamentos, que possuem taxas norteadas de acordo com a Selic.

Além de pesquisar em diferentes instituições financeiras, leve em conta como está a situação econômica do país e o valor da taxa Selic. Se ela estiver em baixa, tem boas chances de encontrar financiamentos com taxas de juros bastante atrativas.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr