Como fazer caixa durante a pandemia do coronavírus?

dor para fazer caixa durante pandemia do coronavirus
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Muitos administradores de empresas estão se perguntando, como fazer caixa durante a pandemia, durante a crise do coronavírus?

Isso porque as receitas encurtaram mas as contas continuam vindo, os credores foram sensíveis à situação das empresas por um tempo, mas agora a conta está chegando.

O que os manuais de administração falam sobre gestão de crise?

Muitos manuais falam que é preciso ter dinheiro guardado no banco para garantir todas as despesas da empresa por pelo menos 6 meses com faturamento 0.

No mundo hipotético isso é uma maravilha, mas a maioria das empresas já viviam mal das pernas. De acordo com a CNN Brasil, em abril de 2020, logo no comecinho da pandemia do coronavírus, mais de 600 mil empresas fecharam as portas.

Agora que a crise chegou, as empresas estavam desprevenidas, a pergunta é; como fazer caixa durante a pandemia do coronavírus.

Recomendações do SEBRAE para sobreviver à crise

O SEBRAE que pertence ao sistema S, já ajudou milhares de pequenos negócios em todo o país na sua criação e gestão ao longo de décadas.

Essa importante instituição não se furtou à crise e publicou várias sugestões para que os pequenos negócios sobrevivam à crise do coronavírus. Se o seu negócio é pequeno talvez você deva ler:

Coronavírus: soluções para os pequenos negócios

6 soluções de finanças para sua empresa sair da crise

Queimando patrimônio para fazer caixa

Essa é a medida mais drástica e mais lógica a ser tomada logo de cara para fazer caixa durante a pandemia do coronavírus.

Mas não é de todo ruim, ou não tem apenas aspectos negativos. Você não precisa se desfazer de fato do patrimônio da empresa, uma estratégia empresarial muito utilizada é a venda do patrimônio com locação imediata.

Vender frota e alugar empilhadeiras

Uma medida simples que pode ser tomada é a venda da frota de empilhadeiras da empresa já com a locação garantida ao comprador. Ou seja, você vende sua frota para um locador de empilhadeiras e no contrato de venda já estipula os valores da locação mensal.

O locador de empilhadeiras tem total interesse nesse tipo de operação, pois ele ganha mais um cliente, que não ganharia se não fosse essa operação, e ao final de 3 anos as máquinas serão dele, ou ele terá a recompra garantida por sua empresa, ficando assim responsável pela gestão da frota, que é o core business dele.

Vender frota de carros e alugar

Outra solução seria a venda da frota de carros a algum locador de tamanho médio que esteja capitalizado.

No processo de venda vocês já estipulam o valor da locação e da recompra três anos depois.

Essas são maneiras rápidas para se fazer caixa durante a pandemia do coronavírus, pense com carinho e sabedoria antes de reduzir o tamanho da sua operação, a retomada pode demorar anos, mas às vezes ela é necessária.

Com a ajuda da internet você pode anunciar grátis em sites especializados e fugir das lojas de compra e venda e dos corretores, que cobram comissões altas. Como seu anúncio vai atingir todo o Brasil, pense na logística da entrega antes de fechar o negócio.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr