Tudo o que você precisa saber sobre aguardente e suas propriedades

alcohol-3798152_960_720[1]
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Nem toda aguardente é cachaça, mas a nossa branquinha é um tipo de aguardente. Saiba mais

Considerada um patrimônio nacional, a cachaça é uma bebida destilada a partir da cana-de-açúcar e que conta um pouco da nossa história. Com alto teor alcoólico – pode variar de 38% a 48% —, a cachaça pode ser chamada por vários nomes: pinga, mé, aguardente, branquinha, etc.

Mas, sabia que, apesar de ser uma aguardente, nem toda aguardente é cachaça? Ficou confuso? Então continue lendo que te contamos mais a seguir.

A aguardente

Aguardente é uma definição dada às bebidas alcoólicas que passam por
fermentação e destilação.

Segundo o site especializado Mapa da Cachaça, há no mercado aguardente feita de diferentes matérias-primas, tais como uva, milho, beterraba, banana, mandioca e outras.

Vários países têm a sua aguardente própria. A cachaça está para o Brasil como o pisco está para o Peru ou o conhaque para a França, ou ainda o uísque para a Escócia.

A cachaça

A história da cachaça remete aos engenhos de açúcar — principal base econômica no Brasil Colonial implementada e disseminada pelos portugueses em nosso território.

Segundo contam os historiadores, a bebida teria surgido em Pernambuco após um escravo perceber que o mosto de açúcar que estava armazenado, havia fermentado, evaporado e, ao condensar, formava pequenas gotas da bebida alcoólica.

O nome pinga viria justamente daí, uma vez que a cachaça condensada no teto do engenho pingava aos poucos. A verdade é que não existe uma história concreta e absoluta sobre a origem da branquinha. O fato é que ela deve ter surgido entre 1516 e 1532.

Assim como ocorre com o champanhe, que só pode levar este nome se vier da região de Champagne, na França, só é cachaça se for destilado de mosto de cana e tiver entre 38% e 48% de teor alcoólico.

As propriedades nutricionais

A ingestão de qualquer bebida alcoólica deve ser feita com moderação e muita responsabilidade. Seu consumo em exagero pode ser muito prejudicial para a saúde e pode colocar em risco a vida também de outras pessoas.

É fundamental ressaltar que beber e dirigir é algo proibido por lei, passível de multa pesada, apreensão da carteira de motorista e até prisão. Sua venda e seu consumo também são proibidos para menores de 18 anos e não são indicados às gestantes, lactantes e pessoas com alcoolismo.

Mas, assim como ocorre com outras bebidas alcoólicas, o consumo ponderado de cachaça pode até trazer benefícios para a saúde, visto que há propriedades nutricionais nela.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica como ideal o consumo de até 30g de álcool por dia, o que equivale a duas doses de cachaça.

Altamente calórica, uma dose de cachaça contém, aproximadamente, 115 calorias. A bebida é rica em antioxidantes que protegem o coração, combatendo o colesterol “ruim”. Ela também apresenta propriedades anticoagulantes que ajudam a circulação sanguínea e previnem o acidente vascular cerebral (AVC) e a trombose.

A bebida envelhecida é ainda mais rica nessas substâncias e ao combinar cachaça e frutas, como ocorre em vários coquetéis, aumenta-se o potencial positivo para a saúde. Outro ponto importante é que a cachaça ajuda na socialização e, consequentemente, na manutenção da saúde mental e emocional do consumidor.

Essas propriedades positivas são únicas e exclusivas para o consumo moderado e esporádico. Se a pessoa não conseguir consumir apenas uma dose de bebida por dia ou se sentir dependente da cachaça, precisa procurar ajuda.

O excesso de bebida alcoólica também leva ao desenvolvimento de diversas
enfermidades cardíacas, renais, hepáticas e metabólicas.

Há diferentes marcas de cachaça no mercado e é preciso prová-las para saber qual mais agrada o paladar. A bebida pode ser consumida pura, em drinques e até como ingrediente de pratos salgados.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr