Tapete belga: requinte e elegância

window-3042834_960_720[1]
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Versátil e aconchegante, o modelo belga pode ser usado em diferentes espaços.

Se tem uma peça que faz muita diferença em praticamente qualquer ambiente é o tapete. Isso porque esse objeto de decoração, muito comum em salas de estar, traz uma sensação de aconchego unida à sofisticação e até informalidade, a depender do modelo escolhido.

Para quem busca elegância e requinte para o lar, uma opção superinteressante é apostar no tapete belga, um modelo que tem ares europeus e pode dar um diferencial extra na sua casa ou ambiente de trabalho (no caso de um escritório, por exemplo). Hoje você vai conhecer um pouco mais sobre esse estilo de tapete oriundo da Bélgica e que pode ser considerado um dos modelos mais bonitos usados no mundo inteiro.

Características

Quando se pensa em modelos clássicos de tapete, provavelmente o belga deve vir imediatamente à sua mente. O detalhe é que ele pode ser facilmente confundido com outro tipo de tapete, também super tradicional e popular em diversos lugares do mundo — o tapete persa.

Para facilitar essa diferenciação, vale lembrar que cada modelo vem de um lugar diferente, seja na sua cultura, clima, língua e região. Enquanto o persa vem do atual Irã, no Oriente Médio (região marcada por climas quentes), o belga vem da Europa (que tem um frio marcante grande parte do ano).

Outro ponto que distingue esses tapetes são as cores e os materiais usados em sua confecção. Os tapetes persas, usualmente, são feitos com algodão e lã, tendo seda nos detalhes, bem como cores mais fortes e quentes. Já os tapetes belgas têm mais viscose em sua composição e tons mais amarronzados e sóbrios.

Uma característica marcante na maioria dos tapetes belgas é a presença de franjas nas pontas. Além disso, mesmo com uma certa variedade de estampas e cores, esse modelo segue uma tendência menos chamativa, sem perder, é claro, sua elegância.

Vale dizer, ainda, que um tapete belga tem um custo final muito menor quando comparado a uma peça persa. O primeiro pode ser vendido no Brasil a partir de R$ 200, enquanto o segundo não é encontrado por menos de R$ 4 mil. No Brasil, os modelos com florais arabescos e estampas geométricas são os que mais fazem sucesso.

Por que investir em um tapete belga?

Não são poucas as razões que motivam alguém a querer investir em um tapete belga para espaços como sua sala de estar ou de jantar, mas é possível separar as principais para te ajudar na hora de escolher o seu.

Esse tipo de peça tende a ter uma qualidade superior quando comparado aos tapetes comuns, podendo ser usado por anos a fio sem perder sua beleza. Para tanto, é fundamental que o tapete seja corretamente higienizado (de acordo com as instruções do fabricante), geralmente usando o aspirador de pó.

O tapete belga também pode ser uma ótima solução para quem deseja complementar ou dar uma nova cara ao ambiente. Uma sala ampla, por exemplo, pode ganhar um quê de aconchego e requinte com a presença da peça. Seu uso é tão múltiplo que pode ser encontrado tanto em espaços com uma estética moderna como em um ambiente rústico. Tudo depende da forma como você mistura as cores, formatos e texturas.

Isso sem falar que, além de poder ser usado para delimitar ambientes, o tapete belga também pode ser usado em áreas como o hall de entrada ou até mesmo em áreas de passagem, como corredores. Na hora de escolher o tapete belga ideal, procure pelo modelo que mais seja afinado a você e ao seu espaço. Elegância e conforto certamente não estarão em falta.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr