O que é automação de marketing?

jovem-designer-masculino-usando-a-mesa-digitalizadora-enquanto-trabalhava-com_158595-1133
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A automação de marketing faz uso de algumas tecnologias para simplificar os processos e tornar as estratégias mais eficazes e escaláveis.

Inclusive, hoje em dia, o Marketing Digital é o principal recurso para divulgação de marcas, produtos e serviços. Mas toda vez que falamos sobre ele, logo em seguida precisamos falar sobre automação.

Isso acontece porque existem muitas estratégias de marketing pela internet que as empresas precisam usar, e dar conta de todas elas manualmente é praticamente impossível.

Mesmo que você consiga executar todas as ações, fará isso de maneira não satisfatória, o que pode colocar a perder todos os recursos investidos.

Muitas pessoas estão conectadas todos os dias, então é necessário manter contato com o público de modo a causar uma boa impressão da marca e atrair os potenciais clientes.

Contudo, se sua estratégia de marketing não for bem executada, a tendência é afastar as pessoas ou simplesmente não ser ouvido.

Usar as ferramentas de automação é o melhor caminho para não perder espaço na web, então, neste artigo, vamos explicar o que é automação, qual a sua importância e quais são seus objetivos. Confira!

Definindo o conceito de automação de marketing

Automação de marketing nada mais é do que fazer uso de algumas tecnologias que aumentam a eficiência e a escalabilidade das estratégias, e ainda se relacionar de maneira personalizada com os leads.

O uso de qualquer ferramenta nesse sentido já é categorizado como automação, e podemos usar como exemplo:

  • Disparo de e-mails;
  • Agendamento de publicações;
  • Chatbots;
  • Entre outros.

Qualquer empresa, como uma de aparelho para testes de alta descarga, não precisa usar a automação de maneira pontual, mas também aplicá-la em diferentes estratégias para evitar o controle manual.

Também é mais comum vermos as marcas automatizarem mais suas ações em Inbound Marketing, visto que essa técnica cuida da geração de leads, bem como a nutrição deles no funil de vendas.

Só que também é possível usar essa tecnologia no pós-venda, para fidelizar clientes e estimular a interação deles com as empresas.

Quando falamos em automação, logo as pessoas pensam no e-mail marketing, visto que essa prática permite o disparo automático de e-mails e de maneira personalizada.

No entanto, trata-se de um uso pontual, sendo que automação de marketing não se limita a ele. A tecnologia aplicada para automatizar essas estratégias representa qualquer tipo de interação entre a empresa e seu público.

O e-mail marketing, por sua vez, está atrelado apenas ao envio de mensagens para uma lista de contatos, mesmo que de forma automática.

Sem falar que essa configuração se limita a um único disparo, enquanto a automação de marketing trabalha com toda uma base de ações.

Uma empresa de calibração de equipamentos de laboratorio, ou qualquer outra, consegue ter uma visão ampla, por meio das métricas, de como está o seu funil, enquanto a automação de marketing é ditada por métricas específicas.

Resumindo, a automação de marketing está relacionada a todos os processos de marketing do funil de vendas, o que também inclui a estratégia de e-mail marketing.

Outra confusão que pode ocorrer é com o uso de ferramentas CRM, específicas para trabalhar o relacionamento com o cliente. Contudo, é necessário saber diferenciar esses dois extremos.

A automação de marketing tem como objetivo atrair, converter e nutrir leads. Por outro lado, temos a ferramenta CRM que acompanha, organiza e registra informações. Com isso, a marca pode criar uma interação personalizada, que melhore seu relacionamento com os clientes.

Apesar de serem diferentes, elas são muito próximas, e é exatamente por isso que algumas ferramentas de automação usadas por empresas, como as de registro gaveta, integram o CRM.

Objetivos da automação de marketing

O objetivo da automação de marketing é facilitar o trabalho com essas estratégias, bem como permitir que as marcas tenham o melhor retorno com elas.

Para chegar a esse objetivo, uma ferramenta de marketing auxilia em diferentes ações, como criar fluxos de automação. Trata-se de uma sequência de ações automáticas, disparadas por gatilhos definidos que movimentam os leads.

É possível criar diferentes fluxos, como nutrição, abandono de carrinho, ativação, indicação, cross sell e up sell.

A criação de fluxos é o principal objetivo da automação, mas ela não está atrelada apenas ao envio de e-mails por parte de uma fabricante de calandra de chapas, por exemplo.

Existem outras ações ao longo desse processo, como a atribuição de status aos leads, para qualificá-los melhor. Essa qualificação é importante para que a empresa saiba qual tipo de abordagem pode ser aplicada.

Aí sim podemos entrar no processo de automação de marketing, que também é um dos principais objetivos das ferramentas.

Os e-mails podem ser usados nos fluxos, mas também em campanhas específicas e envios mais segmentados, como remarketing, ofertas semanais, etc.

As ferramentas de automação oferecem alguns recursos para personalizar os e-mails, como editor, templates e outras possibilidades de segmentação, além de envio de relatórios.

Outro objetivo de automatizar as estratégias de marketing é gerar leads para inseri-los no funil de vendas, captando seus contatos.

Uma boa ferramenta consegue criar landing pages focadas em conversão, além de formulários, CTAs e todo o trabalho de otimização das páginas dentro das práticas de SEO.

Além disso, a automação permite a criação de anúncios para quando o consumidor fizer uma pesquisa, como tanque de aço carbono preço. Ademais, também cuida de todo o planejamento de ações nas redes sociais.

Outro objetivo e funcionalidade de ter o marketing automatizado é a realização de testes A/B. É dessa forma que a marca consegue analisar as variáveis de uma mesma estratégia e escolher qual delas atrai mais a sua audiência.

É possível testar uma landing page, título de e-mail, chamadas para ação (CTA), formatos de anúncios, dentre outras práticas importantes.

Uma boa ferramenta de automação também objetiva a geração de relatórios sobre o funil de vendas. Assim, a empresa consegue saber o nível de conversão em cada etapa e quais são os erros que podem estar presentes.

Toda estratégia pontual aplicada ao funil também pode ser avaliada nesses relatórios, como envio de e-mails com conteúdos.

Agora que você sabe qual o objetivo da automação de marketing e de que maneira ela pode ajudar as empresas, como uma de torneamento usinagem, no próximo tópico, vamos explicar sua importância.

Importância da automação de marketing

A automação de marketing é muito importante porque ela ajuda as empresas de muitas maneiras. Por exemplo, é por meio dela que seu negócio se torna mais escalável.

Isso significa que ele consegue crescer, aumentar suas vendas e o número de clientes, sem que para isso precise investir mais.

O funil de vendas também é mais eficiente porque otimiza o tempo das equipes de marketing e vendas. O relacionamento com os leads é aprimorado, visto que são abordados no momento certo, promovendo sua evolução.

Os custos de aquisição de clientes (CAC) também é reduzido, pois a empresa, como uma fabricante de graxa de silicone, consegue replicar a mesma estratégia para muitos clientes.

Ou seja, um mesmo investimento pode conquistar muitos clientes ao mesmo tempo. Isso se reflete diretamente no ticket médio, pois os leads amadurecem mais rápido, aproximam-se mais da marca e tomam decisões mais conscientes.

É uma forma de conquistar potenciais clientes mais dispostos a comprar as soluções oferecidas e ainda a optarem por produtos e serviços mais caros ou mais completos.

A automação também reduz o ciclo de vendas, pois o vendedor não vai desperdiçar seu tempo abordando pessoas que ainda não estão prontas para comprar.

Isso acontece porque há todo um trabalho de nutrição mais incisivo, que faz com que os leads cheguem até as equipes de vendas mais maduros e preparados.

Devido a isso, aqueles que são convertidos no momento da venda se tornam clientes mais satisfeitos, pois uma desenvolvedora de software para loja, por exemplo, faz um trabalho de amadurecimento que os tornam mais conscientes.

Ou seja, são pessoas que compram porque entendem o real valor da solução ofertada e ainda têm mais chances de voltar a comprar.

Conclusão

O marketing digital trabalha com estratégias inteligentes, voltadas para o sucesso das marcas e para as necessidades reais dos consumidores.

Isso é feito por meio de ações segmentadas que têm o respaldo de táticas bem planejadas. Mas para que elas sejam realmente eficientes, é necessário fazer um trabalho contínuo que demanda tempo e dedicação.

Sem uma ferramenta de automação, fica difícil otimizar essas estratégias e alcançar seus objetivos. A automação de marketing veio justamente para auxiliar as empresas a conquistarem suas metas, sem prejudicar o desempenho de sua presença na web.  

 Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr