Morar em um prédio misto é uma boa opção?

alley-401540__340[1]
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Construções que contam com estabelecimentos comerciais no térreo apresentam vantagens e desvantagens.

Quem procura por um imóvel próprio nas grandes cidades se vê diante da possibilidade de comprar um apartamento. Eles são um tipo de moradia amplamente presente nesses locais, sendo encontrados em vários tamanhos, desde kitnets e studios até projetos maiores, localizados em condomínios fechados.

Para quem quer um cantinho próprio, hoje, uma das possibilidades de compra é o apartamento misto, que fica localizado em um prédio híbrido. O nome do imóvel parece estranho? Não se preocupe, pois, ele é justificado. Conheça mais sobre esse tipo de estrutura abaixo.

O que é um prédio misto?

Para quem não está familiarizado com o termo, os prédios mistos são aqueles que têm apartamentos residenciais e, no térreo, estabelecimentos variados. Esse tipo de construção era bem comum até a década de 1970, sendo que, nos últimos anos, novos empreendimentos estão apostando no retorno desse modelo.

Com uma variedade de lojas, acaba que o térreo do prédio se transforma em um pequeno centro comercial. Já os apartamentos dessas construções variam entre dois e quatro quartos, sendo mais espaçosos que outros imóveis residenciais nas grandes cidades, como as kitnets.

Quais são as vantagens?

Assim como morar em casa ou condomínio fechado, viver em um prédio misto tem vantagens e desvantagens. Entre os benefícios, o principal deles é a comodidade que a estrutura oferece. Isso porque, na maioria dos casos, os estabelecimentos do térreo são comerciais, oferecendo serviços variados.

Dessa forma, o morador encontra tudo que precisa com facilidade, sem a necessidade de sair de onde reside para comprar o que precisa. As aquisições do dia a dia podem ser feitas com um simples ato de chamar o elevador.

Estando tão próximo de um comércio diversificado, o morador não precisa gastar tempo para se deslocar para fazer as compras do mês. Além da economia de tempo, isso representa uma contenção no bolso, já que não há gasto com gasolina e estacionamento, além de ser uma medida ecológica, deixando o carro na garagem.

A taxa de condomínio desses prédios também costuma ser mais em conta se comparada aos edifícios da mesma região. Isso acontece porque o espaço extra dedicado aos lojistas ajuda a dividir o rateio dessa despesa, barateando a taxa para todos os moradores. 

Em muitos casos, essas construções favorecem o pequeno comerciante, já que lojas e marcas grandes não costumam se estabelecer nessa construção. Portanto, ao comprar produtos deles, você acaba contribuindo para o crescimento de toda a economia local.

Quais são as desvantagens?

Se você tem interesse em mudar para um apartamento misto, deve estar ciente de algumas características de prédios como esse. A primeira delas é referente ao fluxo intenso de movimentação diária que ocorre no local, já que é comum que ele seja construído em pontos de grande circulação, aumentando a chance de venda para os comerciantes.

Portanto, a grande movimentação é sinônimo de um barulho acima do normal. É comum que alguns estabelecimentos sejam bares ou restaurantes, que recebem clientes e ficam abertos até mais tarde. Esses locais ainda podem contar com sons altos até tarde da noite, o que pode ser um inconveniente para muitas pessoas.

Assim, ao pesquisar sobre esse tipo de imóvel, solicite sobre as Convenções de Condomínio e o Regimento Interno, documentos importantes e que ajudam a estabelecer as regras de convivência de prédios mistos.

O primeiro estabelece as normas gerais de uso, incluindo deveres, direitos, obrigações e administração do lugar. Por sua vez, o Regimento Interno dita as regras comportamentais e de conduta dos condôminos, seguindo o Código Civil.

Assim, conhecer esses detalhes será fundamental para que você possa entender como é a dinâmica em um prédio assim, quais seriam seus direitos e deveres.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr