Evolução das roupas de academia ao longo dos anos

cyclist-1537843_960_720[1]
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Tendo origem em uniformes de treinos, as roupas fitness ganham cada vez mais espaço na moda tornando-se peça coringa para compor diferentes looks.

No começo, as roupas fitness ficavam mais restritas a academias e contextos de treinos e atividades físicas intensas. Contudo, ao longo dos últimos anos, essas peças se tornaram um estilo que vem conquistando cada vez mais espaço fora dessas ocasiões.

As roupas desse gênero começaram a surgir  na década de 1970, marcada por uma onda de pensamento e comportamento mais libertário, com a ressignificação de diferentes tendências em diversas esferas como as artes, a política, os costumes e, consequentemente, a moda.

Por isso, se você adora esse estilo de roupa, veja como ela surgiu, quais foram as transformações que as peças sofreram e como foi a inovação da moda fitness ao longo do tempo.

Origem e história

Os uniformes de treinos foram as roupas que deram origem à moda fitness. Ainda no início do século XX, esses uniformes eram mais usados por atletas olímpicos de alta performance, sobretudo homens.

Entre as mulheres, eram mais comuns as camisolas, por serem mais folgadas e apropriadas para exercícios mais leves. É importante dizer que as roupas eram populares entre as camadas mais ricas da sociedade, já que as mais populares não tinham tanto o hábito de realizar regularmente treinos para fins esportivos.

Na década de 1930, algumas peças dessa linha passaram a ser usadas por mais pessoas nas ruas, especialmente as bermudas, que eram bastante utilizadas em atividades como andar de bicicleta, caminhar e correr.

Anos 1970

Nessa década, as roupas fitness começaram a dar as caras em propagandas e programas televisivos — sobretudo os que ensinam a praticar exercícios de ginástica e aeróbica em casa, além de danças e alongamentos. Foi nesse momento em que os bodies, tops e collants começaram a ser vistos em celebridades na TV.

A ideia era mostrar que era possível conciliar estilo e uma vida saudável. A revolução cultural que ocorria nesse momento começou a adotar roupas bastante estampadas e mais coloridas, contribuindo para a moda dessa época ser considerada icônica até os atuais.

Após o crescimento das academias, uma maior profissionalização de pessoas na área da Educação Física foi outro movimento que contribuiu para o crescimento do mercado e a moda fit

O conforto era o principal chamativo dessas roupas, mas inovação e estética contribuíram para a formação do estilo. Nos anos 1990, as cores fluorescentes viraram tendência na moda fitness, da qual nunca mais saíram.

Avanço tecnológico

Ao longo do tempo, a moda fitness passou por inúmeras transformações, conquistando espaços e ocasiões fora das academias. Os tops passaram a ser os principais itens da moda outerwear (marcada por deixar a lingerie à mostra), os bodies são encontrados em mais combinações e a calça legging se tornou peça-chave em diferentes looks: dos casuais até alguns mais chiques.

Especialmente nas últimas duas décadas, o avanço tecnológico permitiu o desenvolvimento de novos tecidos, como dry-fit — feito a partir de poliamida texturizada e que permite uma rápida transferência de calor, o savyon — fabricado com elastano e poliamida que oferecerem elasticidade e equilíbrio térmico, além de proteção contra raios UVA e UVB.

O energy é outro tecido criado nos últimos anos e, além de proteção UV, ele se destaca pela secagem rápida e alta resistência ao cloro e ao sol — o que pode ser ótimo para quem pratica esportes em contato com a água. 

O infra emana é uma das últimas novidades, pois contém minerais que emitem raios infravermelhos longos que provocam bioestimulação após penetrarem na pele, melhorando o rendimento a partir da distribuição de calor mais homogênea. 

Todas essas transformações consolidaram as roupas fitness não apenas entre atletas profissionais, mas também em outras ocasiões: festas, baladas, jantares e reuniões.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr