Estilos e tipos de cerveja: o guia básico

beers-1283566_960_720[1]
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A bebida é cheia de história e tem diversas categorias. Conheça um pouco mais sobre ela e aprecie melhor a sua gelada. 

A cerveja é a bebida alcoólica mais consumida do Brasil, com história que remonta os tempos de formatação da própria sociedade de nosso país. Isso porque a introdução dela em terras tupiniquins aconteceu ainda na era do império, feita em pequena escala por imigrantes, apenas para consumo próprio. 

Foi só a partir de 1850 que a produção nacional da cerveja ganhou força, e o contraste adocicado da bebida com gostinho brasileiro começou a se expandir pelo país. Hoje em dia, mais de um século depois, além de apreciá-la, o consumidor moderno quer conhecer mais sobre o universo cervejeiro.

Composição e processo

Antes de falarmos dos tipos existentes de cerveja, é essencial que entendamos um pouco mais da composição. Começamos dizendo que a água é um ingrediente superimportante na fabricação da cerveja. 

Além de representarem, em volume, quase 95% da bebida, os minerais presentes na mistura alteram a interação com os outros ingredientes da cerveja. Por esse motivo, a qualidade da água é sempre observada na hora da produção.

O segundo aspecto da composição da cerveja é o malte, produto da germinação de grãos dos quais se obtêm os açúcares para a fermentação do álcool. Ele é a base sensorial da cerveja porque informará a cor, o sabor e o aroma da bebida. 

Maltes mais torrados, por exemplo, são utilizados para a fabricação da cerveja escura. Entre os grãos utilizados para a produção do malte, o trigo, o centeio e a cevada são os mais populares. O amargo da cerveja fica por conta do lúpulo, uma erva trepadeira, adicionada já no processo de fermentação, que também modifica o aroma da bebida.

Por fim, a levedura é o que faz a mágica acontecer. Ela é um conjunto de fungos que atuam na quebra dos açúcares da mistura de água, malte e lúpulo, gerando o álcool e o gás carbônico da cerveja. Também é a partir da levedura que se escolhe a concentração da cerveja, tanto pela quantidade quanto pela temperatura em que os fungos atuam.

Principais tipos de cerveja

Agora que você já entendeu um pouquinho melhor como é feita a cerveja, é hora de nos debruçarmos sobre o conhecimento dos principais tipos. Você deve lembrar-se que os fatores mais importantes para a caracterização de uma família cervejeira são o tipo de malte utilizado e o grau de fermentação da bebida — apesar de não serem os únicos.

No caso daquelas consideradas de alta fermentação, conhecidas como ALE, que agem em temperaturas de até 25°C, o aroma é de frutas e especiarias. Entre as mais consumidas, está a IPA, de sabor mais amendoado, uma das cervejas especiais que mais se popularizou nos últimos anos. Além dela, fazem parte da família ALE a English Pale Ale, a Strong Golden Ale e a Stout, sendo que as últimas duas têm origem Belga. 

Ainda na família ALE, temos as Dark Lager, um pouco mais escuras, mas ainda com um bom teor de refrescância. No geral, são cervejas de coloração marrom e caramelo. A mais conhecida é a Munich Dunkel, que apresenta um doce amargor e notas de chocolate. Ela é muito popular na Europa, principalmente na Alemanha, mas com boa aceitação no Brasil.

Contudo, a família mais consumida no Brasil ainda é a Lager, de baixa fermentação, que atua entre 9°C e 15°C. A Pilsen é a estrela principal, conquistando o público nacional com o sabor leve. Já a Premium Lager é um pouco mais encorpada que a Pilsen por ter mais lúpulo e malte no preparo, sendo uma cerveja um pouco mais forte e de cor mais acentuada, quase dourada.

Por fim, na família Lager, estão as cervejas escuras, estilo Bock. Em geral, o sabor remete a caramelo e pão tostado. As mais populares são a Bock tradicional, a Doppelbock e a Helles Bock. A última é a mais clara e menos conhecida.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr