Como escolher o melhor plano de saúde? Listamos os principais critérios

stethoscope-1584223_960_720[1]
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Cobertura e especialidades são pontos que devem ser analisados com mais calma. 

Antes de optar pelo contrato de um convênio médico para você ou sua família, é importante considerar diversos fatores que influenciam não só no valor final, como em todo o uso do serviço. Muita gente não presta atenção nos detalhes da assinatura de planos de saúde e acaba se frustrando, posteriormente, com o atendimento.

Infelizmente, ainda é um pouco confuso entender as diferenças dos planos apenas olhando o site das operadoras de convênios. Então, para te ajudar a fazer a escolha mais apropriada para as suas necessidades, vamos listar os principais critérios. 

Tipo de plano

A grande maioria das operadoras de planos de saúde atua com três tipos de convênios: individual, coletivo (para famílias e afins) e empresarial. A seguir, vamos focar nos dois que são contratados diretamente por quem procura assistência médica. 

Individual

Como o próprio nome já indica, esta modalidade oferece serviços de saúde particular para apenas uma pessoa. Hoje, existem inúmeros modelos de planos de saúde individuais, que cobrem desde consultas e exames até necessidades mais específicas e complexas, como cirurgias e medicações de alto custo. 

Aqui, é interessante avaliar a sua real necessidade. Se você é uma pessoa que realiza consultas de forma esporádica, um plano mais simples pode ser o suficiente. Porém, se você já faz algum tipo de acompanhamento clínico ou exames com maior frequência, um plano mais completo pode ser uma boa escolha. 

Coletivo

Hoje em dia, os planos de saúde ainda exigem que exista algum tipo de relação parental com as pessoas incluídas no convênio. Aos poucos, isso está mudando, com a possibilidade de grupos de pessoas que moram juntas, mas que não têm necessariamente uma correlação sanguínea, contratem um plano coletivo. 

Uma das maiores vantagens desse tipo de plano é que mais pessoas se beneficiam da cobertura do contrato, podendo realizar consultas, exames e outros procedimentos em uma extensa rede de clínicas. Esta é uma forma a mais de garantir a segurança e o conforto de quem você gosta. 

Planejamento financeiro

Como todo serviço particular, os planos de saúde possuem um custo, e ele não costuma ser barato. Antes de avaliar a contratação, é necessário analisar seu momento financeiro e a possibilidade de direcionar um determinado valor para esse investimento.

Como dito anteriormente, cada plano vai atender a um tipo de necessidade, e quanto mais serviços forem incluídos, maior será o valor. Uma dica bastante útil é dividir o custo total a ser pago pela frequência de uso que você espera fazer, observando se ele realmente vale a pena.

Custo-benefício

Depois de definir o tipo de plano, de acordo com a sua necessidade e a real possibilidade de deslocar uma parte do seu orçamento para essa finalidade, é hora de avaliar o custo-benefício de cada um dos contratos oferecidos pelas operadoras. 

Aqui, não tem muito segredo: visite os sites, entre em contato com as centrais de atendimento, informe-se sobre avaliações de pessoas que já possuem determinado plano contratado e veja se realmente ele vale a pena. 

Muitos planos de saúde acabam cobrando um valor alto por serviços considerados básicos, sendo mais vantajoso optar por consultas e exames nas redes de centros médicos populares. 

Atendimento, reembolso e taxas extras

Por último, você deve prestar atenção na qualidade do atendimento, desde informações fornecidas antes da contratação até assinatura do contrato, envio de carteirinha e boletos. Aqui, entra um fator essencial: a transparência.

Alguns planos de saúde fazem cobranças adicionais em caso de doenças pré-existentes do paciente, e outros acabam incluindo essa cobertura na mensalidade fixa. Saber isso de antemão evita sustos na hora de pagar a fatura e possíveis dores de cabeça com informações desconhecidas. 

Além disso, estão as opções de reembolso, que permitem que você realize consultas com profissionais credenciados, e eles recebam o pagamento por meio do convênio. Não são todos os planos que oferecem esse recurso e a cobertura do valor integral, então, vale sempre conferir com antecedência.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr