Aprenda a fidelizar clientes e aumentar as vendas da sua drogaria

drogaria que vende muito
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Ao contrário de lojas de varejo que vendem roupas e eletrodomésticos, as vendas de uma farmácia ou drogaria não dependem de muitas datas sazonais, nem de ocasiões específicas que se repetem com frequência.

Por este motivo, esperar pelo acontecimento de episódios relacionados a problemas de saúde que obrigam os clientes a buscarem medicamentos pode levar seu estabelecimento à falência em pouco tempo.

É preciso adotar ações para manter as vendas aquecidas e aumentar o faturamento. 

Entre essas medidas, estão estratégias para conquistar novos clientes, manter e fidelizar os antigos e garantir que eles retornem com certa frequência, mantendo a constância necessária para seu negócio prosperar.

Entre outras coisas, é preciso pensar em um bom mix de produtos que atraia os clientes e que seja competitivo. Apostar na variedade de mercadorias é fundamental, mas exige planejamento estratégico, de estoque e de conhecimento do público.

Abaixo, listamos cinco dicas estratégicas para selecionar os produtos certos, criar campanhas de marketing efetivas, acertar na precificação e ver a sua drogaria alcançar os números que você deseja.

Como Aumentar As Vendas Da Sua Drogaria
A felicidade de quem aumentou as vendas na drogaria

1) Conheça seus clientes

O primeiro passo para acertar no planejamento do seu negócio é conhecer seus clientes ou o padrão entre a maioria dos clientes que passam pelo seu estabelecimento.

Com base nisso, defina a faixa etária, o gênero, o poder de consumo, as principais necessidades e expectativas, o estilo de vida, eventuais problemas de saúde e os produtos que eles anseiam.

Tais definições possibilitam que você crie personas a fim de criar campanhas de marketing direcionadas para essas pessoas. 

Por exemplo:

Em vez de trabalhar a venda para mulheres de 25 a 45 anos, que consomem medicamentos, itens de beleza e higiene, com renda média de R$ 2.500 a R$ 4.000;

Complemente com:

Beatriz Correia, é contadora, vai à farmácia 2 ou 3 vezes por mês, além de medicamentos para dor de cabeça, antiácido e remédio para cólica, tem o hábito de comprar absorventes na farmácia por achar mais barato, esmaltes e shampoo. Promoções de produtos dermatológicos podem incentivar a compra não planejada.

Percebe a diferença? Dessa maneira, suas campanhas ficarão muito mais assertivas e vão atrair um número muito maior de consumidoras.

2) Invista em softwares específicos para o ramo

A venda direta ao público é dinâmica, exige agilidade e atenção, além da reposição e atualização constante do estoque.

Por esse motivo, drogarias que utilizam processos manuais para atender ao público e gerenciar o estoque estão mais sujeitas a erros e falhas que podem gerar problemas internos e até mesmo prejuízos financeiros.

Neste cenário, contar com a ajuda de softwares específicos para farmácias e drogarias será determinante para monitorar entradas e saídas, o estoque dos produtos e para obter vantagens a partir da otimização de processos.

Além disso, esses programas costumam entregar relatórios automáticos de vendas e outros dados importantes que permitem melhorar os processos de trabalho e identificar, com facilidade, os itens com mais saída e os que estão parados no estoque.

Mas lembre-se: apenas contratar o software não basta. Certifique-se de treinar e capacitar os funcionários que vão utilizá-lo diariamente, do contrário, o software pode acabar gerando relatórios com números enganosos.

Faça o que for necessário para tirar o melhor proveito da ferramenta!

3) Mantenha os itens estrategicamente expostos e organizados 

Não é de hoje que sabemos que a maneira como os produtos são expostos é capaz de influenciar as pessoas a comprá-los.

O principal motivo da efetividade dessa organização é que, através da forma que os itens estão dispostos, é possível fazer com que os clientes identifiquem uma necessidade que eles não pensaram no planejamento inicial da compra ou se sintam atraídos a comprar um produto que chamou atenção.

A exposição dos produtos também deve levar em consideração as cores, tamanhos e, principalmente, a organização de maneira a tornar o alcance acessível, atrativo e satisfatório para quem compra.

A iluminação e a temperatura do ambiente também devem ser considerados na hora de organizar a sua drogaria.

Também vale a pena pensar em facilitar a vida do cliente: existem dezenas de estudos que comprovam que os consumidores tendem a ficar paralisados quando precisam escolher entre muitas opções.

Dessa maneira, limite o número de opções de produtos estratégicos, principalmente aqueles colocados à caminho do caixa e nos corredores de mais tráfego de clientes.

4) Faça campanhas constantes de marketing

Para que a sua drogaria consiga aumentar o faturamento, primeiramente, é necessário que as pessoas conheçam o seu estabelecimento, a localização, se ele faz ou não entregas delivery e quais são as ofertas atrativas para comprar com você e não do concorrente.

Os tradicionais catálogos e ofertas mensais costumam ser muito efetivos para alguns públicos, mas não deve ser a única estratégia.

Mais do que promoções e ofertas, trabalhar estratégias de marketing a fim de conscientizar, orientar e promover o bem-estar dos consumidores e possíveis clientes da sua drogaria pode aumentar bastante o faturamento do seu negócio.

Por exemplo, em vez de apenas fazer a divulgação da oferta de lançamento do novo coletor menstrual disponível para venda, que tal falar sobre os benefícios do produto, fazer um comparativo com o uso dos absorventes tradicionais e orientar para quais pessoas é indicado?

Lembre-se que você não precisa afirmar que o produto X é melhor do que o Y. Através do marketing você pode capacitar os clientes para que eles tomem essa decisão sozinhos.

Isso vai fazer com que os clientes também compreendam que seu estabelecimento oferece mais autonomia na escolha, atraindo-os a voltar mais vezes por se sentirem satisfeitos com as compras realizadas na sua drogaria.

Outra estratégia é fazer parcerias com profissionais de saúde, como médicos, fisioterapeutas, nutricionistas e psiquiatras para que os mesmos indiquem a sua drogaria aos pacientes caso eles precisem de medicação.

5) Programa de fidelidade

O programa de fidelidade é uma das principais maneiras de fidelizar os clientes oferecendo benefícios e aumentando a satisfação.

Conforme o autor e especialista considerado referência em marketing, Philip Kotler,  o custo para adquirir um cliente é 5 a 7 vezes mais caro do que para manter. 

Por isso, pense em estratégias para fazer as pessoas que já compraram de você continuarem preferindo o seu negócio ao do concorrente.

Coloque em prática estratégias como cartão fidelidade ou programa de pontos. Nesse quesito, os softwares especializados citados acima podem auxiliar a organizar e automatizar descontos após o cliente realizar um número determinado de compras.

Diante de tantas mudanças no relacionamento do cliente com as compras físicas e online, lembre-se de investir na tecnologia e em softwares que automatizam os processos a fim de garantir que você invista mais tempo pensando em estratégias do que em processos manuais.

Além disso, no atual cenário, é fundamental capacitar os colaboradores a oferecer um atendimento humanizado, pois este pode ser um diferencial que incentivará a recompra.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr