Apartamento quitado: o que fazer depois disso?

sala de apartamento
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

É necessário apresentar documentação para ter o imóvel no seu nome.

Terminar de pagar um financiamento de imóvel é um motivo para comemorar bastante. Afinal, você terá um alívio nas suas finanças e pode se considerar efetivamente proprietário de uma casa ou apartamento.

Apesar disso, suas obrigações não terminam ao quitar a dívida com a instituição financeira. Após conquistar seu imóvel, é preciso verificar toda a documentação no cartório, para passá-la efetivamente ao seu nome e retirar a alienação fiduciária.

Quitou seu apartamento e não sabe o que fazer agora? Fique tranquilo, pois muitas pessoas passam por isso. Confira as dicas e resolva todas as pendências.

Registro de quitação da operação

Quando pagar a última parcela do financiamento, a primeira coisa a ser feita é ir atrás do Registro de Quitação da Operação. Esse é um documento e comprova que você não possui uma dívida em aberto com o banco ou credora do financiamento. Deve ser solicitado à instituição financeira e estar assinado por ela. Com o registro em mãos, você poderá ir ao cartório para provar que o imóvel não tem mais nenhuma ligação com o banco, sendo oficialmente seu.

Apresentar o documento no cartório

Logo que receber o Registro de Quitação da Operação, você deve ir ao cartório (no qual o imóvel foi registrado) para dar baixa no financiamento e retirar a alienação fiduciária. 

Por mais que você more no imóvel desde que assinou o contrato com a instituição financeira, nessa operação a casa ou apartamento pertence a ela até que o financiamento seja quitado. Trata-se de uma garantia para o banco, por isso, quando há atraso longo no pagamento das parcelas, é possível perder o imóvel.

No cartório, quando entregar o Registro de Quitação, será adicionada uma nova cláusula na documentação do bem, sinalizando que a dívida está paga e agora o imóvel é seu. Isso quer dizer que a alienação fiduciária foi encerrada.

Vender o imóvel e buscar outro

Resolvida toda a documentação, você pode considerar vender o imóvel e buscar outro lugar para viver. Isso acontece devido a mudanças no bairro — quando o imóvel foi comprado a região era calma, agora é muito agitada ou perigosa — ou outros motivos.

Como a casa ou apartamento agora é sua, você pode, sim, vender e pesquisar por outro imóvel. Contudo, faça isso sem pressa. O ideal é verificar se há mesmo esta necessidade. Assim, o recomendado é focar em três etapas, caso esteja realmente pensando em deixar o imóvel quitado:

Análise de motivos

Quais são os motivos para deixar aquele imóvel? É algo realmente importante? Por exemplo: quando comprou o apartamento você estava recém-casado, agora tem dois filhos e o espaço ficou pequeno. Essa é uma situação de peso. A família cresceu, então é preciso uma casa maior.

Para facilitar a análise, anote tudo e discuta com outros membros da família. Questione se não será necessário fazer outro financiamento, ter mais gastos, se não é melhor fazer uma reforma. Tudo isso ajudará na tomada de decisão.

Observação do orçamento

Todos os motivos analisados no tópico anterior mostraram a necessidade de mudança de lar? Então é chegado o momento de pensar no orçamento. Como estão as contas da casa? Há como inserir um novo parcelamento sem pesar no bolso? Veja também a possibilidade de diminuir custos e o quanto será possível gastar após a venda do imóvel atual.

Pesquisa de opções

Com o orçamento organizado, comece a pesquisar por apartamentos ou casas dentro do novo padrão desejado. Observe preços e se o proprietário aceita troca ao invés da venda. De repente você consegue um bom negócio sem a necessidade de se envolver em uma nova dívida.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr