5 cidades históricas da Bahia para conhecer

porto-seguro-883821_960_720[1]
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

As praias paradisíacas não são a única atração do estado.

Para muitas pessoas, viajar não é sinônimo apenas de descansar e passar um tempo com os amigos ou a família: também é uma oportunidade de aprender coisas novas, conhecendo novas culturas e locais históricos que são fundamentais para a formação de uma sociedade.

No Brasil, por exemplo, o Nordeste é conhecido pelas suas praias e pelos locais históricos, oferecendo diversas oportunidades de adquirir conhecimento. Viajar para a Bahia é uma dessas oportunidades. 

De Salvador, sua capital, à Canavieiras, uma cidade no interior famosa pela cultura cacaueira, o estado é um local cheio de cultura e oportunidades para aprender sobre a história do Brasil.

Saiba agora quais são as 5 cidades imperdíveis na Bahia para qualquer um que goste de viajar para conhecer cidades históricas.

Porto Seguro

Destino tradicional pelas praias paradisíacas e festas que ocorrem durante o ano todo, Porto Seguro também é o local perfeito para conhecer sobre a história do Brasil. E o melhor de tudo é que é possível visitar os principais pontos em apenas um dia se você estiver circulando pela cidade de carro

Entre igrejas históricas, como a da padroeira de Porto Seguro Nossa Senhora da Pena e a Nossa Senhora da Misericórdia, o Marco do Descobrimento trazido para o Brasil em 1503 do local e o núcleo habitacional de charmosas construções coloridas que está localizado na Cidade Alta, a cidade é um prato cheio para quem gosta de atrações históricas. 

Além disso, há barraquinhas de comidas típicas da Bahia, como acarajé e tapioca, museus, como a Casa de Câmara e Cadeia que traz artigos indígenas expostos, e o Farol da Marinha, que se mistura ao mar e cria uma paisagem imperdível para os transeuntes. 

Santa Cruz Cabrália

Localizada a 23 quilômetros de Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália é onde fica a Praia Cruz Vermelha, palco da primeira missa rezada no Brasil em 1500. Por lá, também é possível conhecer a bela igreja da Nossa Senhora da Conceição e a antiga Casa de Câmara e Cadeia, onde, na época do Brasil Império, ficavam os órgãos da administração pública do município, como a Câmara Municipal, a Câmara dos Vereadores e o tribunal da cidade.  

Em Santa Cruz Cabrália, também é possível conhecer o tradicional artesanato pataxó, feito pelo povo indígena brasileiro que vive na Terra Indígena Barra Velha do Monte Pascoal. 

Ilhéus

Famosa pela obra de Jorge Amado, autor de clássicos brasileiros como Tieta do Agreste, Dona Flor e Seus Dois Maridos e Gabriela Cravo e Canela, onde a cidade se destaca e seus principais pontos são retratados.

O Bar Vesúvio, onde Gabriela trabalhava, e o Bataclan, cabaré importante para a história do livro que se transformou em um centro de exposições, são dois dos pontos fundamentais para os fãs da obra de Amado. Além disso, há um museu dedicado à sua obra e história na rua que leva seu nome.

Vale visitar também o Teatro Municipal e a Catedral de São Sebastião, inaugurada em 1967. Aproveite também para andar pela cidade e conhecer mais sobre sua cultura cacaueira.

Canavieiras

Cheia de charmosas construções coloridas que datam do século XIX, Canavieiras é o ponto fundamental para quem quer conhecer mais sobre a cultura cacaueira que dominou alguns pontos da Bahia.

Cheia de restaurantes e bares, a cidade também abriga a Matriz de São Boaventura e o Rio Pardo, onde o pôr do sol é uma atração natural para os turistas.

Salvador

A capital da Bahia não poderia faltar nessa lista. Afinal, é por lá que estão diversas construções da época do Brasil Colônia, diversas igrejas antigas cheias de arte sacra e a primeira Catedral da Sé construída no país.

A área do Pelourinho, que já serviu de cenário para clipes de artistas como Michael Jackson, atrai diversos turistas e tem museus cheios de cultura popular para serem visitados.

A parte baixa da cidade é outra imperdível: desde a descida pelo famoso Elevador Lacerda até o Mercado Modelo, onde são vendidos itens artesanais para os turistas, passando pela curiosa Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, onde os tijolos foram unidos com o uso de óleo de baleia, o passeio é ótimo para todos que querem conhecer mais sobre a cultura capital baiana.

Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no tumblr