Blog

Vídeos ressurgem como uma boa forma de músicos aumentarem sua visibilidade

Be Sociable, Share!

Houve um tempo em que o videoclipe pareceu estar à beira da morte. Não mais. Com a explosão do vídeo on-line, ele também encontrou um novo alento.

Em 2012, dos dez vídeos mais assistidos no YouTube Brasil, nove eram musicais. “As gravadoras são nossos principais parceiros comerciais”, diz Álvaro Paes de Barros, gerente de parcerias do site de compartilhamento de vídeos mais popular do mundo, com um bilhão de usuários e exibição média de 72 horas de conteúdo por minuto.

A ressuscitação do videoclipe é mais um capítulo na relação cheia de altos e baixos entre a indústria musical e a internet. A rede primeiro causou um terremoto no negócio das gravadoras, por meio dos serviços de compartilhamento de músicas. Depois, mostrou ser uma ferramenta preciosa de lançamento de novos talentos e de divulgação do trabalho de músicos em qualquer fase da carreira. Com o avanço da banda larga e o crescente acesso ao vídeo por meio da internet, era mesmo uma questão de tempo até que os clipes voltassem com força – ainda que não exatamente como em sua era dourada.

Sobre a relação da música com a internet Mr. Catra foi ainda mais longe, o funkeiro afirmou em entrevista para o portal R7 que “a internet acabou com a indústria do jabá.” Para quem não lembra, jabaculê ou jabá é um velho termo utilizado para denominar um suposto suborno das gravadoras a emissoras de rádio e TV pela execução de determinada música de um artista.

Cada vez mais a internet tem se tornado uma forte aliada de artistas anônimos que buscam o sucesso em seu meio de atuação. Uma simples postagem em sites especializados pode se tornar um sucesso mundial, como é o caso do sul coreano Psy. Ou, ainda, mais perto da gente, da artista Clarice Falcão, que se tornou conhecida quando resolveu colocar na internet o vídeo de uma de suas composições intitulada de “Oitavo Andar”.

Querem mais? Tem a Lily Allen, uma cantora totalmente independente, começou a fazer sucesso no site MySpace em 2005. Justin Bieber também foi reconhecido por seus talentos no youtube, e depois disto foi contratado por Scooter Braun e ainda começou a receber tweets de famosos que queriam fazer parcerias com o garoto que se tornou um grande sucesso mundial. De volta ao Brasil, temos Mallu Magalhães que contou também com sucesso pela internet, juntou um dinheiro gravando músicas que eram disponibilizadas no MySpace.

Além de Luan Santana – quem, quando criança, teve seu talento negado no programa de calouros do Raul Gil – que aos 14 anos de idade gravou um vídeo caseiro com os amigos e após postar no youtube, contou com muitos acessos.

E você, já postou o seu?

Tire proveito das oportunidades que a internet oferece: divulgue seu trabalho, lucre.

Be Sociable, Share!

Posts relacionados

Deixe um comentário

Farol Digital

 

Siga o @estrombo

Facebook