Tags

Archive for outubro, 2014

O vinil está de volta – e com tudo!

Engana-se quem pensa que o vinil hoje é apenas um objeto de colecionador. O aumento das vendas no mundo inteiro mostra que o bolachão está de volta ao mercado da música e, principalmente, que há um público interessado no formato.

Nos EUA, o ano de 2014 segue a todo vapor para os LPs: em setembro desse ano o número de vendidos já ultrapassava a marca de todo 2013.  A projeção é de um aumento de quase 50% nas vendas anuais e o total de 8,9 milhões de discos vendidos. No gráfico abaixo você confere o crescimento do vinil nos Estados Unidos:

Atravessando o oceano, vemos que o Reino Unido não fica atrás em crescimento. O Estado pode atingir neste ano a marca de 1 milhão de LPs vendidos pela primeira vez desde 1996.  Até setembro, o número era de 797, 180 mil no total.

O Brasil também já percebe o mercado abraçar a “novidade” –saída diretamente da década de 40!- ,  entre março e abril de 2014 o aumento de vendas já atingia surpreendentes 126%. Ainda tem gente em dúvida se o vinil está de volta ou não? É esperar para ver, e para quem curte, colocar o bolachão para rodar.

Grandes artistas brasileiros já utilizam startup de inteligência musical

Músicos brasileiros já embarcaram em plataforma que promete organizar a informação do universo musical em um só local. A playax é uma startup brasileira que já conquistou nomes como Ivan Lins, Fernanda Abreu, Jorge Vercillo, Frejat, entre outros.

A proposta é mensurar todas as informações da vida de uma música. A versão beta é capaz de identificar simultaneamente as músicas que estão tocando em diversas rádios, TVs e sites. Com isso, o usuário –seja ele um artista, gravadora ou produtor- tem acesso a diversos dados capazes de melhorar seu planejamento.

Com a plataforma, é possível definir as estratégias e ações através do conhecimento do público: quem está ouvindo, onde ele está e qual plataforma utiliza. Essas preciosas informações podem ajudar também no gerenciamento de direitos autorais, por exemplo.

Se você quiser conhecer e testar a plataforma, ela já está disponível no site: www.playax.com.

Brasil Music Exchange e USP fazem levantamento da cadeia produtiva de música


Uma parceria realizada no começo desse ano irá mapear e pesquisar a cadeia produtiva de música no país. O Brasil Music Exchange, projeto da Brasil Música e Artes, se une ao Observatório de Inovação e Competitividade (Núcleo de Apoio a Pesquisa da USP).

Juntos eles pretendem descobrir o perfil de cada área produtiva na música. E, com isso, resultar em um grande banco de dados que facilite o reconhecimento de empresas e funcionários do setor. A importância desse mapeamento vem da carência de dados do tipo e a necessidade de representar fielmente a realidade da produção musical no país.

O primeiro passo já está em curso e é um questionário para que as gravadoras colaborem com suas informações. Estúdios e produtores também serão levantados em sequência. Se você for uma gravadora, pode acessar o formulário em: http://questionpro.com/t/AKi5OZRVkf

iOS 8 facilita reconhecimento de músicas que estão tocando


Todo mundo já adorou uma música e passou muito tempo tentando descobrir mais sobre ela. O aplicativo Shazam solucionou esse dilema e agora, graças a uma novidade do iOS 8, basta perguntar a Siri o que está tocando no momento.

A novidade surgiu com a integração do aplicativo com a assistente virtual. É só ativar a Siri e ela se encarrega de reconhecer a música e as informações de nome, álbum e artista aparecem direto na tela do seu aparelho.

Por enquanto a Siri responde apenas perguntas em inglês , como “What song is this?”, “What is currently playing?” e a comandos como “Name that tune”, mas mantem o estilo bem humorado e observações nas respostas. Assim como no Shazam há também a possibilidade de comprar a música após o reconhecimento.

80 festivais para você curtir música em 2014

Foto: Festival Vaca Amarela - Agência Fosforo

A música não vai parar no Brasil nesse segundo semestre! A Rede Brasil de Festivais Independentes  divulgou a lista com os eventos que vão levar shows a diversos estados do país. A maratona da programação começou em setembro e se estende até dezembro desse ano.

A Rede de Festivais foi criada em 2005 como ABRAFIN (Associação Brasileira de Festivais Independentes) e contava com apenas 10 participantes. Hoje, com o número muito mais expressivo, mostra que a nova música nacional está com força total e a geração de ouvintes só aumentou. O público que busca novidade agora tem também a chance de assistir, dançar e cantar junto com essas bandas. A proposta da Rede é conectar o jovem com a cultura nos espaços regionais, do hip hop ao indie.

Com grandes nomes como o Coquetel Molotov e Festival DoSol, a programação se divide entre diversas regiões e atinge mais de 60 cidades. Para ficar por dentro do que vai acontecer e se programar para conhecer novas bandas e ouvir suas já favoritas, acompanhe o Facebook da Rede e dos Circuitos:

Rede Brasil de Festivais

Circuito Nordeste
Circuito Paulista
Circuito Centro-Oeste
Circuito Mineiro
Circuito Amazônico
Circuito Sul

Farol Digital

 

Siga o @estrombo

Facebook