Tags

Archive for junho, 2013

Indústria da música ganha sistema de gerenciamento

A adoção do mesmo critério para o gerenciamento de dados, sem etapas burocráticas desnecessárias e mais facilidade para o fechamento de negócios.  O Sistema de Gerenciamento Fonográfico (SGF) é a materialização deste projeto, que foi apresentado nesta quinta-feira (27), no auditório do Sebrae/RJ para diversos representantes desta indústria. A instituição é um dos parceiros deste trabalho realizado com a ABMI e BID.

Um dos pontos mais importantes do SGC é a conversão de linguagem entre as plataformas digitais. Isto permite a transferência do conteúdo dos fonogramas, sem a necessidade de refazer as informações a cada vez que elas precisam ser enviadas para empresas de divulgação ou órgãos como o Ecad por exemplo. O sistema ainda prevê a geração de relatórios, já com o cálculo de pagamento de royalties e direitos autorais.

Dividido em três itens, o SGC prevê espaços para Cadastro, Ferramentas e Consultas. Tal disposição permite, por exemplo, a inserção de informações padronizadas, a localização mais simples de informações como ritmo, data de criação da obra, autor e o álbum correspondente. Mas o maior ganho é o ISRC, registro internacional.

“Este é um momento importante para a cadeia produtiva da música, até porque as demandas surgiram a partir do Estrombo. Gostaria também de registrar o apoio do  Sebrae Nacional, importante para disseminar este sistema além do Rio de Janeiro”,  avaliou a gerente de Economia Criativa, Heliana Marinho, do Sebrae/RJ.

“Investimos em uma interface amigável para aprimorar a eficiência e, consequentemente, possa contribuir para o aumento do número de bons negócios. Ainda estamos buscando fórmulas para que o sistema seja o mais amplo possível, sem ficar limitado apenas aos associados da ABMI”, ressaltou a diretora executiva da associação, Luciana Pegorer.

“Acho que este sistema vai facilitar bastante a vida da gente. Qualquer ferramenta que resolva questões burocráticas é bem-vinda, porque dá mais impulso aos negócios e confere maior visibilidade as pequenas empresas”, diz o produtor fonográfico da Cross Music, Vinícius Sauerbronn, resumindo o sentimento da maioria.

Mercado de novas mídias audiovisuais da China ultrapassa os 15 bilhões de yuans

Mercado de novas mídias audiovisuais da China ultrapassa os 15 bilhões de yuans, moeda oficial do país, e até o final do ano o país terá 372 milhões de usuários de vídeo pela internet, e 436 milhões de ouvintes de música pela internet. Saiba mais → http://bit.ly/19w0wJZ

Sistema de Gerenciamento Fonográfico será lançado esta semana

A base do Sistema de Gerenciamento Fonográfico (SGF), que será lançado nesta quinta-feira (27), no Sebrae/RJ, é facilitar o cadastro de informações sobre o conteúdo de fonogramas de forma organizada e com a vantagem de converter a linguagem entre as plataformas digitais.

Inédito no mercado, o SGF foi criado para conferir uma lógica única ao processo de cadastramento. Com a adoção do mesmo modelo, as informações poderão ser simplesmente replicadas entre parceiros, órgãos como o ECAD ou empresas de divulgação, facilitando assim o processo de distribuição.

Esta ferramenta vai permitir um controle preciso dos produtores sobre a organização dos catálogos e conteúdo de fonogramas. O processo prevê o registro de informações detalhadas como nome do autor, da música, o álbum a que pertence, data de criação e, principalmente, o ISRC, registro internacional.

Outro diferencial importante diz respeito à comercialização dos conteúdos. Com a criação de um banco de dados, será possível reunir acervos musicais e pesquisar as informações a partir de filtros como ritmos, gêneros, autor, data de criação da obra e ainda inserir ou importar relatório de vendas.

A expectativa da ABMI, Sebrae/RJ e BID, parceiros no desenvolvimento deste trabalho, é que o SGC se torne a principal ferramenta da indústria da música brasileira. O lançamento acontece às 15:00 h, no auditório do Sebrae, que fica na rua Santa Luzia, 685 / 9º andar.

O crowdfunding e a música, uma relação de sucesso

A convergência das mídias e a cultura digital são fatores que vêm influenciando o posicionamento e transformando a comunicação de empresas, marcas, artistas.

Este encontro das mídias não pode mais ser encarado como uma tendência, como um fenômeno latente, mas sim, como uma realidade com a qual nós temos que nos adaptar enquanto receptores, produtores e consumidores de informação.

Neste contexto, o conceito de crowdfunding, surgido e firmado em 2010 nos Estados Unidos, aparece como uma alternativa interessantíssima aos meios tradicionais de comunicação e divulgação. Este consiste em um financiamento coletivo e democrático, ou seja, qualquer pessoa que tenha uma ideia de projeto pode cadastrá-la no site de financiamento coletivo, estipular uma quantia de dinheiro exigida para viabilizá-la e um prazo para a verba ser arrecada.

Neste universo de financiamento coletivo no Brasil, é certo dizer que a maioria dos projetos – e a maioria dos que se tornam bem-sucedidos nas plataformas – são aqueles relacionados à música.

No Brasil, o mais conhecido no ramo da música é o queremos.com.br, o qual já contamos a história aqui no artigo “Negócio Por acaso”.

No Embolacha, site de crowdfunding também especializado em música, de 17 projetos inscritos – sendo que 3 estão em andamento – 12 foram bem sucedidos e apenas 2 não foram concluídos com sucesso.

Existe, ainda, mais abrangente, o catarse.com onde dos 148 projetos bem sucedidos, 47 são de música. Juntos, eles arrecadaram mais de R$ 349 mil. “Existe sim uma oferta maior de projetos musicais, 87 projetos já entraram no ar. Mas também existe o lado do interesse do público em fazer parte do projeto da banda/cantor que já curtem”, afirma um dos responsáveis pelo site, Luís Ribeiro.

Existem diversas oportunidades. Inove, viva e sobreviva de música! A gente te ajuda, fique ligado por aqui ;D

Mineiro Pacífico Mascarenhas celebra 55 anos do primeiro disco independente no Brasil

Mineiro Pacífico Mascarenhas celebra 55 anos do primeiro disco independente no Brasil e, apesar da crise fonográfica, planeja lançar CDs. Saiba mais →  http://bit.ly/13HEKk8

Farol Digital

 

Siga o @estrombo

Facebook